sábado, 1 de março de 2014

Palpites para o Oscar 2014



Mais uma vez vamos nos divertir com a sempre muito óbvia premiação do Oscar apontando aqui alguns palpites para os vencedores da noite de amanhã. Este ano, diferente de muitos, os filmes nas categorias principais me parecem, na maioria, bem bons, mas o melhor é que nenhum deles é vergonhoso, como já pintaram alguns assim em anos anteriores. Abaixo, em negrito, minha aposta para os vencedores das principais categorias, rápidos comentários e minha ordem de preferência dos indicados.

Melhor Filme

12 Anos de Escravidão
Capitão Phillips
Clube de Compras Dallas
Ela
Gravidade
O Lobo de Wall Street
Nebraska
Philomena
Trapaça

12 Anos de Escravidão, além da competência técnica e narrativa, vem com todo o peso da importância histórica, do tema contundente, numa embalagem clássica que parece ser ideal para o tipo de prêmio que a Academia outorga. Mas Gravidade cresceu bem nas últimas semanas, apesar da barreira do filme de gênero ainda parecer uma dificuldade a ser enfrentada. Trapaça é esse filme que tem tudo pra ser azarão, apesar do gosto dos americanos por esse produto sub-scorsesiano, além da paixão da Academia por David O. Russel. Pobre Martin Scorsese que fez um filme corajoso, despojado, cínico e sujo, mas que deve ser injustamente esnobado aqui.

Minha ordem de preferência: O Lobo de Wall Street, Nebraska, Gravidade, Ela, Capitão Phillips, Philomena, 12 Anos de Escravidão, Clube de Compras Dallas, Trapaça.


Direção

Alexander Payne (Nebraska)
Alfonso Cuarón (Gravidade)
David O. Russell (Trapaça)
Martin Scorsese (O Lobo de Wall Street)
Steve McQueen (12 Anos de Escravidão)

Aqui é o lugar de premiar o mexicano Cuarón, e merecidamente. O trabalho de mise-en-scène de Gravidade possui certa complexidade, como muita coisa no filme. Há de se dizer que Payne amadureceu bem aqui com Nebraska, mas difícil uma vitória pra ele. Pode até dar O. Russel com aquele filme sem personalidade dele. Ou McQueen com a direção clássica, mas seria um reconhecimento interessante caso Gravidade desponte mesmo como vencedor na categoria principal. Scorsese, que é bom, ninguém quer premiar.

Minha ordem de preferência: Martin Scorsese, Alfonso Cuarón, Alexander Payne, Steve McQueen, David O. Russell.


Ator

Bruce Dern (Nebraska)
Chiwetel Ejiofor (12 Anos de Escravidão)
Christian Bale (Trapaça)
Leonardo DiCaprio (O Lobo de Wall Street)
Matthew McConaughey (Clube de Compras Dallas)

Não é só porque faz muito tempo que DiCaprio devia ter ganho um Oscar que ele merece dessa vez. É que a atuação dele é boa mesmo, a alma do filme, dono de um personagem escroto. Mas a transformação física de McConaughey, mais seus trejeitos interioranos, parecem imbatíveis, ainda mais agora que ele deu uma grande alavancada na carreira. Dern é espetacular em cena, mas é uma atuação minimalista demais pra vencer. E sinceramente não sei o que Bale faz aqui roubando a vaga que devia ser de Tom Hanks por Capitão Phillips.

Minha ordem de preferência: Leonardo DiCaprio, Bruce Dern, Matthew McConaughey, Chiwetel Ejiofor, Christian Bale.


Atriz

Amy Adams (Trapaça)
Cate Blanchett (Blue Jasmine)
Judi Dench (Philomena)
Meryl Streep (Álbum de Família)
Sandra Bullock (Gravidade)

Outra atuação imbatível para o gosto dos votantes é a de Blanchett. Ela é muito querida em Hollywood e pegou uma personagem que dá a uma grande atriz muito material dramático para trabalhar. E basta se lembrar do punhado de outros atores que já venceram por filmes de Woody Allen; mais um tá no papo. Mas essa é talvez a categoria mais forte. Streep mereceria muito mais aqui do que por sua encarnação de Margaret Tatcher. Adams é a melhor coisa de Trapaça, e Gravidade é a melhor atuação de Bullock (ou ainda a única grande atuação dela). Mas bem que Dench merecia mais pela simplicidade cheia de nuances de sua personagem.

Minha ordem de preferência: Judi Dench, Cate Blanchett, Meryl Streep, Sandra Bullock, Amy Adams.


Ator Coadjuvante

Barkhad Abdi (Capitão Phillips)
Bradley Cooper (Trapaça)
Jared Leto (Clube de Compras Dallas)
Jonah Hill (O Lobo de Wall Street)
Michael Fassbender (12 Anos de Escravidão)

Uma das grandes forças de Capitão Phillips é de não transformar o antagonista num vilão puramente maniqueísta; o pirata somali possui enfrentamentos dentro de seu próprio grupo e a atuação de Abdi é exemplar ao equilibrar força, crueza e vulnerabilidade. Mas Leto vem com tudo nessa temporada, mais beneficiado ainda pela transformação física; uma pena porque seu personagem serve como pura muleta no filme. Hill teria algumas boas chances aqui, principalmente para não deixar O Lobo de Wall Street sair de mãos abanando. Cooper é perfumaria.

Minha ordem de preferência: Barkhad Abdi, Jonah Hill, Michael Fassbender, Bradley Cooper, Jared Leto. 


Atriz Coadjuvante

Jennifer Lawrence (Trapaça)
June Squibb (Nebraska)
Julia Roberts (Álbum de Família)
Lupita Nyong'o (12 Anos de Escravidão)
Sally Hawkins (Blue Jasmine)

Aqui parece haver uma pequena disputa. A Academia adora Lawrence, sua persona sapeca, mas Nyong'o parece a grande favorita por uma atuação dura e sofrida, com uma carga dramática que gera atuações bem vistosas para os votantes. Parece irresistível. E quem diria, Roberts retorna com uma grande atuação, há tempos que ela nos devia algo assim. Há um belo reconhecimento para Hawkins aqui, mas não vai muito longe, assim como Squibb, ótimas sem seus respectivos filmes.

Minha ordem de preferência: June Squibb, Julia Roberts, Lupita Nyong'o, Sally Hawkins, Jennifer Lawrence.


Roteiro Original

Blue Jasmine
Clube de Compras Dallas
Ela
Nebraska
Trapaça

Seria uma grande injustiça Ela perder esse prêmio aqui. É o franco favorito, mas existem acusações de plágio rolando aí que podem prejudicar bastante o filme, mas acredito em sua vitória. Não seria nada mal a maturidade de Nebraska ser reconhecida, mas essa é uma chance difícil. Ruim é se Trapaça levar a melhor, caso percebam que não tem muitas chances em outras categorias. Ou Clube de Compras Dallas que desenha tão mal seus personagens, especialmente os coadjuvantes. Allen continua sendo Allen e sua indicação aqui já tá de bom tamanho.

Minha ordem de preferência: Nebraska, Ela, Blue Jasmine, Clube de Compras Dallas, Trapaça.


Roteiro Adaptado

12 Anos de Escravidão
Antes da Meia-Noite
Capitão Phillips
O Lobo de Wall Street
Philomena

Seria bem bonito ver o trio de Antes da Meia-Noite vencendo aqui, né? Ou o trabalho de adaptação de uma história cheia de insanidade como é O Lobo de Wall Street. Mas isso parece um sonho distante. 12 Anos de Escravidão confirmaria o favoritismo se vencesse aqui e parece a opção mais provável. Capitão Phillips perdeu muita força nos últimos tempos da temporada. Philomena, assim como sua protagonista, não ameaça ninguém.

Minha ordem de preferência: O Lobo de Wall Street, Antes da Meia-Noite, Capitão Phillips, Philomena, 12 Anos de Escravidão.


Filme em Língua Estrangeira

Alabama Monroe (Bélgica)
A Caça (Dinamarca)
A Grande Beleza (Itália)
A Imagem que Falta (Camboja)
Omar (Palestina)

Esse é uma categoria bem difícil de prever. A Grande Beleza vem ganhando muitos prêmios, parece favorito. Mas Alabama Monroe é o tipo de história tocante que o pessoal da Academia adora. A Caça também foi muito bem recebido e é dirigido por um cineasta conhecido da indústria americana, Thomas Vinterberg. A disputa está aí e eu apostaria no representante italiano e seus tom felliniano (sendo o próprio Fellini um diretor que a Academia já premiou nada mais do que quatro vezes antes nessa mesma categoria). A Imagem que Falta é um filmão, não faria feio se ganhasse. Omar é um azarão, apesar de seu diretor já ter levado seu filme anterior a concorrer nessa categoria.

Minha ordem de preferência: A Grande Beleza, A Imagem que Falta, A Caça, Omar, Alabama Monroe.


Animação

Os Croods
Ernest & Célestine
Frozen – Uma Aventura Congelante
Meu Malvado Favorito 2
Vidas ao Vento 

Não vi o filme do Miyazaki, assim como a maioria dos indicados, mas seria uma ótima oportunidade de premiar um grande diretor, que a Academia adora, por esse que é seu último filme como diretor. Mas Frozen tem sido uma unanimidade e desponta com favoritíssimo. 

Minha ordem de preferência: Ernest & Célestine, Os Croods, Frozen – Uma Aventura Congelante.

4 comentários:

Stella Daudt disse...

Acertou na mosca, Rafael!

Rafael Carvalho disse...

Viu aí! Mas esse ano foi fácil, Stella. Sem muito mistério.

Alex Gonçalves disse...

Poxa, Rafael. Ao menos nas categorias principais, o senhor acertou tudo. Eu, tonto como sou, acabei sendo esperançoso com a vitória de "Gravidade" em Melhor Filme e acabei de dando mal. Em roteiro, lembro que apostei em "Trapaça", que acabou saindo do Oscar como um dos seus maiores perdedores. E poxa, o senhor ganhou pontos comigo ao apontar a interpretação de Judi Dench como a sua favorita entre as finalistas. Amo essa mulher em "Philomena". Gostei de suas impressões, sou do time que adora "O Lobo de Wall Street", o melhor do Scorsese desde... "Cassino".

Rafael Carvalho disse...

Acho que a vitória de Gravidade esbarra no velho problema do filme de gênero, desde sempre apostei no 12 Anos, Alex. Sobre a Dench, acho que a gente valoriza demais atuações explosivas e expansivas e esquecemos essas que são mais sutis. E pra mim, O Lobo, que eu também adoro, foi o grande injustiçado da noite porque não levou nada e era o que mais merecia.