quinta-feira, 1 de março de 2012

Filmes de fevereiro


1. Agente 117 (Michel Hazanavicius, França, 2006) ***½

2. Star Wars: Episódio IV – Uma Nova Esperança (George Lucas, EUA, 1977) ****

3. Os Descendentes (Alexander Payne, EUA, 2011) ****

4. A Música Segundo Tom Jobim (Nelson Pereira dos Santos e Dora Jobim, Brasil, 2011) ***½

5. Star Wars Episódio V – O Império Contra-Ataca (Irvin Kershner, EUA, 1980) ****

6. Star Wars: Episódio VI – O Retorno do Jedi (Richard Marquand, EUA, 1983) ***

7. Star Wars Episódio I – A Ameaça Fantasma 3D (George Lucas, EUA, 1999) **½

8. J. Edgar (Clint Eastwood, EUA, 2011) ***½

9. Faça-me Feliz (Emmanuel Mouret, França, 2009) ***½

10. A Invenção de Hugo Cabret (Martin Scorsese, EUA, 2011) ****

11. O Despertar (Nick Murphy, Reino Unido, 2011) **½

12. Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres (David Fincher, EUA/Suécia/Reino Unido/Alemanha, 2011) ***

13. Histórias Cruzadas (Tate Taylor, EUA/Índia/Emirados Árabes, 2011) **

14. O Artista (Michel Hazanavicius, França/Bélgica, 2011) ****½

15. O Espião que Sabia Demais (Tomas Alfredson, Reino Unido/França/Alemanha, 2011) ****

16. OSS 117 – Rio ne Répond Plus (Michel Hazanavicius, França, 2009) ****

17. Furyo – Em Nome da Honra (Nagisa Oshima, Reino Unido/Japão, 1983) ***

18. Cavalo de Guerra (Steven Spielberg, EUA, 2011) ***½

19. As Confissões de Schmidt (Alexander Payne, EUA, 2002) ***½

20. Encurralado (Steven Spielberg, EUA, 1971) ****

21. Stalker (Andrei Tarkovski, União Soviética, 1979) ****½

22. Uma Vida Melhor (Chris Weitz, EUA, 2011) **½

23. Chico & Rita (Fernando Trueba, Tono Errando e Javier Mariscal, Espanha/Reino Unido, 2010) ***

24. O Pornógrafo (Bertrand Bonello, França/Canadá, 2001) ***½

25. Tão Forte e Tão Perto (Stephen Daldry, EUA, 2011) *½

26. O Homem que Mudou o Jogo (Bennet Miller, EUA, 2011) **½

27. A Separação (Asghar Farhadi, Irã, 2011) ****

28. A Dama de Ferro (Phyllida Lloyd, Reino Unido/França, 2011) *

29. 2Coelhos (Afonso Poyart, Brasil, 2012) ***½

30. Guerreiro (Gavin O’Connor c/ Tom Hardy, Joel Edgerton, Nick Nolte, / 2011) ***½

31. Poder Sem Limites (Josh Trank, EUA/Reino Unido, 2011) **

32. Bullhead (Michael R. Roskam, Bélgica, 2011) **

33. Reis e Ratos (Mauro Lima, Brasil, 2012) **


Revisões:

34. Sideways – Entre Umas e Outras (Alexander Payne, EUA, 2004) ***½


4 comentários:

Matheus Pannebecker disse...

Adoro a trilogia "Star Wars" (os antigos) e eles, junto com "Guerreiro", são os melhores dessa sua lista! Gosto de "O Artista" também, mas tenho minhas ressalvas. Já fizeram filmes mudos muito melhores que ele!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Saudades de FURYO...

O Falcão Maltês

Stella disse...

Um mês proveitoso, Rafael, foram poucos os desapontamentos. É uma lista de deixar água na boca.

Rafael Carvalho disse...

Matheus, não sei se é preciso comparar O Artista com outros filmes mudos anteriores, até porque sua proposta é bastante diferente, é reverencial. E como filme indipendente, gosto muito dele. É meu melhor do ano até então.

Antonio, muito bom mesmo o Furyo. Só acho que quando falam do filme, destacam demais o David Bowie, e ele nem tá assim tão bem no filme.

Sim, Stella. Esse mês de fevereiro geralmente é pra se ver os filmes do Oscar, mas acho que consegui passar por outros filmes.