quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Filmes de agosto



1. Dias de Paraíso (Terrence Malick, EUA, 1978) ****½

2. Melancolia (Lars Von Trier, Dinamarca/Suécia/França/Alemanha, 2011) ****

3. Super 8 (J. J. Abrams, EUA, 2011) ***½

4. A Cicatriz (Krzysztof Kieslowski, Polônia, 1976) ***

5. A Casa (Gustavo Hernández, Uruguai, 2009) **

6. Lanterna Verde (Martin Campbell, EUA, 2011) **

7. Árvore da Vida (Terence Malick, EUA, 2011) ****

8. Morrer como um Homem (João Pedro Rodrigues, Portugal/França, 2009) ****

9. O Sopro no Coração (Louis Malle, França/Itália/Alemanha Ocidental, 1971) ***½

10. O Fantasma (João Pedro Rodrigues, Portugal, 2000) ***

11. Trabalhar Cansa (Juliana Rojas e Marco Dutra, Brasil, 2011) ***

12. O Céu Sobre os Ombros (Sérgio Borges, Brasil, 2010) ****

13. Laura (Fellipe Gamarano, Brasil, 2010) ***½

14. Avenida Brasília Formosa (Gabriel Mascaro, Brasil, 2010) ***

15. A Alegria (Marina Meliande e Felipe Bragança, Brasil, 2010) ***

16. Odete (João Pedro Rodrigues, Portugal, 2005) ****

17. Trampolim do Forte (João Rodrigo Mattos, Brasil/Alemanha, 2010) **

18. Transeunte (Eryk Rocha, Brasil, 2010) ***½

19. Vigias (Marcelo Lordello, Brasil, 2010) **

20. O Verão de Golias (Nicolás Pereda, México/Canadá/Holanda, 2010) *

21. Riscado (Gustavo Pizzi, Brasil, 2010) ***½

22. Planeta dos Macacos – A Origem (Rupert Wyatt, EUA, 2011) **

23. O Homem do Futuro (Cláudio Torres, Brasil, 2011) **

24. Amor a Toda Prova (Glenn Ficarra e John Requa, EUA, 2011) ***


Revisões:

25. A Rosa Púrpura do Cairo (Woody Allen, EUA, 1985) ****½

26. A Marca da Maldade (Orson Welles, EUA, 1958) ****½


9 comentários:

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Revi DIAS DE PARAÍSO recentemente. Impressionante.

O Falcão Maltês

Wallace Andrioli Guedes disse...

Vamos lá:

DIAS DE PARAÍSO - *****
SUPER 8 - ***
O SOPRO DO CORAÇÃO - ***
A ROSA PÚRPURA DO CAIRO - ***1/2 (preciso rever este)
A MARCA DA MALDADE - *****

Putz, vi pouquíssima coisa dos seus filmes do mês. Vejo o novo PLANETA DOS MACACOS daqui a pouco, e aguardo ansiosamente por ÁRVORE DA VIDA e MELANCOLIA nos cinemas da minha cidade. A ALEGRIA e O HOMEM DO FUTURO estreiam por aqui amanhã, pretendo encaram ambos. O CÉU SOBRE OS OMBROS e TRANSEUNTE também me interessam muito.
Abraço!

Dilberto L. Rosa disse...

Viste todos esses filmes em apenas um mês?! Que inveja... Fazes o quê da vida, meu caro?! Ré, ré, ré... Mal deu p ver uns 3 e olhe lá... Mas alguns da tua lista me salivam os olhos: vê-los-ei, se Deus quiser, muito em breve! Por enquanto, contentemo-nos com os heróis que voltaram aos Morcegos depois de um longo e tenebroso inverno... Abração!

Gustavo disse...

Dias de Paraíso: ***
Rosa Púrpura: *****

A conferir Melancolia, Árvore da Vida, Super 8, Marca da Maldade e Planeta.

Rafael Carvalho disse...

Antonio, incrível como o Malick filma histórias tão fortes com um clima tão pacato e bucólico. Fez a mesma coisa com Terra de Ninguém e o resultado é dos mais interessantes.

Wallace, revendo A Rosa Púrpura do Cairo, me ancantei ainda mais com o filme, um dos grandes do Allen. Já esses brasileiros que você citou, exceto O Homem do Futuro, terão estreias pelas próximas semanas, difícil é chegar em muitos cinemas.

Sim Dilberto, o fato de pesquisar cinema e crítica cinematográfica me ajudam demais nessa tarefa de ver filmes, além do interesse pessoal em assistir às mais variadas e diversas produções. Darei uma olhada em seu espaço, sim.

Gustavo, só isso para Dias de Paraíso? Acho o filme estonteante, tanto de beleza como da crueza que sua história toma. Malick é infalível.

Gustavo disse...

DIAS é bonito, com certeza, mas não conseguiu me envolver. Prefiro os longas posteriores de Malick.

Rafael Carvalho disse...

Gustavo, os personagens do Malick, por vezes, parecem bastante fugidios, mas as histórias sempre me parecem cativantes, como em Dias de Paraíso.

Alex Gonçalves disse...

Quanta indisciplina a minha:

Melancolia - *****
A Casa - ***
Planeta dos Macacos – A Origem - ****
O Homem do Futuro - **
A Rosa Púrpura do Cairo - ****

Abraços!

Rafael Carvalho disse...

Alex, não consigo gostar de A Casa, acho que a ideia do plano-sequência é que atrapalha tudo porque quando a personagem muda de "foco", a narrativa não consegue dar conta dessa mudança porque ela está baseada naquele plano sem cortes. E nem fui tanto com a cara desse novo Planeta dos Macacos, acho o filme todo muito irregular.