segunda-feira, 8 de março de 2010

Oscar 2010

Se por um lado fiquei extremamente deprimido por Tarantino não ter ganho roteiro original (nem isso, meu Deus!) e por A Fita Branca ter perdido para o mediano longa argentino, pelo menos não vimos a vitória avassaladora de Avatar como tanta gente previa (ainda bem que mudei meus votos na última hora para uns bolões por aí).

Foi bonito ver Guerra ao Terror ir derrubando as chances dos Na’Vi de plantão (até os prêmios de edição e mixagem de som foram surrupiados). Nem a Bigelow tava acreditando no resultado final. Sandra Bullock parecia que tava com cólica forte e enjoada, porque recebeu o Oscar como quem queria devolver a estatueta. E eu já tava vendo a hora da câmera flagrar George Glooney tirando uma soneca.

Se não foi a noite de Bastardos Inglórios, pelo menos um filme de qualidade levou o reconhecimento. E que surpresa foram os prêmios de roteiro. Preciosa levou a melhor sobre Amor Sem Escalas, mas possui a mesma lógica de consolação. E como a idéia era glorificar o filme de Bigelow, deixou o Tarantino para trás. Ela era só sorrisos.

E não vou me cansar de dizer que o Haneke merecia muito um Oscar! Se bem que para quem já tem uma Palma de Ouro...

E eu é que não vou ficar aqui falando que a festa foi chata, longa, previsível e demorada porque todo mundo sabe disso, mas ninguém deixa de assistir.

9 comentários:

Gustavo H.R. disse...

Verdade, pior que nem vi Haneke lá, será que ele compareceu? Bem, ele tem a Palma pra se "consolar" (e que consolo!).

Cristiano Contreiras disse...

Cerimônia bastante chatinha e morna, sem sal.
Visto que os filmes deste ano nem todos foram empolgantes, fato.
Sandra Bullock melhor atriz? Era a mais fraquinha das indicadas, sinceramente. Até Carey Mulligan por Educação estava melhor que ela! Lamentável, como sempre as premiações são estranhas - lembra de Reese Whiterspoon ter tirado o Oscar de Felicity Huffman por Transamerica? Julia Roberts ter tirado o Oscar das mãos de Ellen Burtyn por Requiem para um sonho? como sempre, filmes comerciais imperam mais - vide as atuações. Fato!

Guerra ao terror é bom, sim...mas, Bartados Iglorios que deveria imperar nas premiações...só levou o oscar de coadjuvante? Sem comentários.

Jeff Bridges merecia há anos, esse sim valeu a pena! foi bonito de ver. Gostei das premiações técnicas de Avatar, mas merecia melhor som e mixagem também! Boa a premiação de filme estrangeiro, apesar do páreo duro este ano nessa categoria. Essa sim teve filmes densos e interessantes!

Taylor Lautner e Kristen Stewart estavam agradáveis na apresentação dos filmes de terror - o que Lua nova também fazia nas cenas juntos com os filmes de terror? Achei estranho também, visto que o filme não é macabro, mas acho que o critério de seleção dos filmes era mais por ter elementos do horror(vampiros, lobisomens, etc). Vai entender mesmo, rs.

Eu acho que a trilha sonora deveria ter sido por James Horner, Avatar ou mesmo o de Hans Zimmer que fez um belo trabalho no Sherlock Holmes - mas, você vai me condenar, mas eu preferia mesmo é que a trilha de Alexandre Desplat por Lua Nova tivesse sido vencedora, já escutou? recomendo! Sério, o score é lindo e intenso.

Bom, que venha o próximo Oscar!

Leandro Afonso Guimarães disse...

Bem, juro que vi em algum post você falar bem de MÃE, o coreano, mas ele sumiu. De qualquer jeito, esses coreanos são muito doentes. Amém!

[O Oscar foi um porre, o pior que já vi, mas também fiquei feliz por GUERRA AO TERROR.]

Diego Rodrigues disse...

Eu acho que o prêmio de roteiro não foi bem consolação... o filme meio que deu uma guinada na reta final. É, sei lá...

Enfim, Haneke merecia o prêmio. Mas o mundo ainda não merece Haneke. A Academia ainda não tá pra peparada para um cinema tão... avançado.

Uma pena Tarantino não ter recebido roteiro. Pena mesmo. Queria ter visto ele ao menos subir ao palco e não para apresntar, para vencer!

E sim a cerimônia foi chata, longa, previsível e arrastada, como sempre.

cinematranscendental disse...

acho que 'avatar' levou as estatuetas que merecia: as das partes tecnicas. ainda acho que só devia ter concorrido a isso, qualquer outra coisa seria exagero.

de resto, acho que cada estatueta ficou no seu merecido lugar.

cinematranscendental disse...

acho que 'avatar' levou as estatuetas que merecia: as das partes tecnicas. ainda acho que só devia ter concorrido a isso, qualquer outra coisa seria exagero.

de resto, acho que cada estatueta ficou no seu merecido lugar.

Rafael Carvalho disse...

Gustavo, eu vi o Haneke lá na cerimônia, tava umas duas ou três filas atrás do Campanella que, inclusive, parece ter feito uma reverência a ele quando se levantou para receber o prêmio. Mas que o Haneke merecia mais, isso sim.

Cristiano, acho que nunca vai haver uma cerimônia do Oscar com a maioria dos filmes excelentes. E coisas escabrosas sempre hão de acontecer, como a vitória de Sandra Bullock. Acho que até ela percebeu isso. Também acho que os quesitos de som de Avatar mereciam mais. E por mais que o clipe de filmes de terror tenha soado deslocado, gostei muito da homenagem. Mas Crepúsculo ali no meio deu vergonha. E não, não ouvi a trilha sonora de Lua Nova, mas sendo cortesia de Alexandre Desplat não duvido que seja realmente boa.

Leandro, acho que não escrevi nada aqui no blog sobre Mother, mas já deixei comentários em alguns blogs, talvez tenha sido isso que você leu. Mas adianto que gostei muito do filme, até agora está no topo de melhores do ano (ainda em andamento). Devo rever em alguns dias e já faço um texto pro blog. Sobre o Oscar, não acho qe foi o pior, ou um dos piores, mas ano passado foi melhor.

Diego, me ficou essa impressão sobre o prêmio de roteiro. E concordo que a Academia não está preparada para o cinema do Haneke, e nem pro do Tarantino, eu diria. E eu fico imaginando como seria o dicurso dele.

Cinematranscendental, faltou somente os prêmios de som para Avatar, merecidíssimos. O resto foi só para encher linguiça.

Wallace Andrioli Guedes disse...

Eu também não me conformo com essas duas injustiças... principalmente com a derrota do Haneke.
E, só para fazer coro com seu comentário, como foi bom ver AVATAR perder quase tudo...

Rafael Carvalho disse...

Pois é Wallace, mas nem tudo podia ser perfeito na premiação. Pensando bem, acho que era uma grande viagem pensar que o Haneke ia ganhar, o filme dele tá muito longe do que a Academia geralmente vem premiando. Que bom que reforça o coro.