sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Modestas previsões


Esse é a primeira vez que faço esse tipo de previsão para o Oscar, que como qualquer uma, é uma mera especulação daquilo que achamos, a partir de critérios às vezes pouco confiáveis, que vai acontecer durante a premiação. Mas não custa nada tentar e embora existam desfalques em algumas categorias, pois não pude assistir a todos os filmes (alguns nem foram lançados no país ainda), esse ano, apesar das dificuldades, deu para ver bastante coisa. E ainda tem os prêmios técnicos que são bem mais difíceis de prever.


Melhor Filme:

Conduta de Risco
Onde os Fracos Não Têm Vez
Sangue Negro
Desejo e Reparação
Juno

Se formos pensar no que mais tem cara de Oscar, Desejo e Reparação leva a melhor, mas não tem uma campanha lá muito boa. Os que disparam na frente são mesmo Onde os Fracos Não Têm Vez e Sangue Negro (únicos indicados na categoria de Edição, isso é importante), muito embora não sejam filmes típicos ou clássicos, algo que a Academia costuma premiar. Ao contrário, não são nada fáceis para o público em geral. Juno é bonitinho, o indie da temporada, mas não acredito em sua vitória. Conduta de Risco é para mim o mais fraco de todos, em potencial e como filme também. Se a Academia for corajosa, fica com o filme dos Coen, senão vai preferir a segurança de dar a prêmio máximo para Desejo e Reparação. Eu mesmo fico muito na dúvida, mas prefiro correr o risco.

Meu Palpite: Onde os Fracos Não Têm Vez
Minha Preferência: Onde os Fracos Não Têm Vez (disparado)


Melhor Direção

Joel e Ethan Coen
Paul Thomas Anderson
Julian Schnabel
Jason Reitman
Tony Gilroy


Não acredito que o Urso de Prata dado ao PTA tenha reforçado sua campanha no Oscar, foi muito em cima, mas mesmo assim acredito em sua vitória, principalmente para dividir com o filme dos Coen os prêmios principais, isso se Onde os Fracos Não Têm Vez vencer na categoria principal (quem sabe o inverso?????). Falando neles, são outros candidatos potentes e podem dar um banho nos outros. A indicação do Schnabel foi de consolação por seu filme não ter recebido mais nenhuma outra menção de destaque. E alguém aí sabe por que o Reitman aparece aqui? Prefiro até o Gilroy.

Meu Palpite: Paul Thomas Anderson
Minha Preferência: Joel e Ethan Coen


Melhor Ator:

Daniel Day-Lewis
Johnny Depp
George Clooney
Tommy Lee Jones
Viggo Mortensen


Day-Lewis vem recebendo uma cacetada de prêmios (todos merecidíssimos) por esse seu papel. Parece que ninguém tira dele o prêmio. Acredito que só o Depp ameaça, e embora a Academia já queira dar a ele um Oscar há tempos (essa é sua primeira indicação por um filme do Tim Burton), ainda não é dessa vez. Que bom que lembraram do Lee Jones, ótima atuação. Mas não me animei muito com o trabalho do Mortensen no filme do Cronemberg (que é muito bom). Bom ator, mas só. George Clooney está melhor.

Meu Palpite: Daniel Day-Lewis
Minha Preferência: Daniel Day-Lewis


Melhor Atriz:

Cate Blanchet
Ellen Page
Julie Christie
Marion Cotillard
Laura Linney

Desde o início do ano passado eu ouço falar da potencialidade da Cotillard para receber a estatueta. E parecia que nada ia impedir a francesinha. Mas ela não contava com o preconceito da Academia. A atuação da Christie é ótima mas nada supera a metamorfose que a Cotillard se submeteu para viver a Edith Piaf. Ela está soberba, maravilhosa. Mas parece que vai ser preterida por uma voz que fale inglês (se não me engano, em toda a História do Oscar, somente uma atriz estrangeira, num filme não falado em inglês, já ganhou um Oscar de Atriz: Sophia Loren por Duas Mulheres). Para completar, ainda temos nessa seleção uma Ellen Page mostrando todo o seu talento e uma Cate Blanchet que sofre por causa do insucesso de seu filme; mas são excelentes atuações. Eu adoro a Laura Linney, mas seu filme ainda não estreou por aqui e não pude ver. Que droga!!

Meu Palpite: Julie Christie
Minha Preferência: Marion Cotillard


Melhor Ator Coadjuvante

Javier Bardem
Casey Affleck
Hal Halbrook
Tom Wilkison
Phillip Seymour Hoffman


Essa é a categoria principal com menos filmes vistos por mim, por isso não posso falar muito Mesmo sendo espanhol, Bardem deve levar a melhor aqui, numa interpretação magistral de um assassino sanguinário. Tem recebido uma torrente de prêmios num ano bastante prolífico (fez ainda Sombras de Goya e O Amor nos Tempos do Cólera) e Wilkinson me parece um tanto exagerado em seu papel, embora tenha ótimos momentos. Mas comentam que Affleck pode surpreender e ainda tem o Halbroock, possível candidato ao prêmio, mais pelo conjunto de sua obra. Mas não acredito. É esperar pra ver.

Meu Palpite: Javier Bardem
Minha Preferência: Javier Bardem


Melhor Atriz Coadjuvante:

Cate Blanchet
Amy Ryan
Tilda Swinton
Saoirse Ronan
Rube Dee

Com exceção da Dee, todas merecem ganhar. A Swinton em menor grau, talvez, mas é uma seleção forte. Desde a estréia da pretensa biografia de Bob Dylan, Não Estou Lá, no Festival de Veneza ano passado, a Blanchet vinha se tornando favorita até que a Ryan começou a ganhar vários prêmios por aí prometendo uma boa briga. Ambas estão excelentes, mas contra a Blanchet tem o fato de que ela já ganhou esse mesmo prêmio tempos atrás por O Aviador. E nessa disputa a Dee pode se sobressair ao conquistar a estatueta, mais pelo conjunto da obra do que pelo trabalho em O Gângster, uma atuação mínima e sem muitos atrativos. Saoirse Ronan também impressiona, mas é muito novinha.

Meu Palpite: Amy Ryan
Minha Preferência: Amy Ryan


Roteiro Original

Juno
Lars and the Real Girl
Conduta de Risco
Ratatouille
The Savages

Esse parece ser mais um prêmio consolação já que os candidatos mais potencias aqui são Juno e Conduta de Risco e não estão muito cotados para receberem nenhum dos prêmios principais. Entre os dois, acho que a Academia vai preferir Juno, pois o roteiro do filme é justamente o trunfo dessa produção independente. Se ganhar, mais que merecido. Nem Lars nem Savages chegaram por aqui, mas aguçam minha curiosidade (o primeiro porque tem Goslyn no elenco, o segundo porque tem Laura Linney e Phillip Seymour Hoffman). Mas como Ratatouille deve ganhar como filme de animação, pode ser uma boa surpresa aqui. Conduta de Risco é a zebra.

Meu Palpite: Juno
Minha Preferência: Juno


Melhor Roteiro Adaptado:

Onde os Fracos Não Têm Vez
Sangue NegroD
esejo e Reparação
O Escafandro e a Borboleta
Longe Dela


Aqui a coisa aperta. Desejo e Reparação pode ser consolado com o prêmio, mas Onde os Fracos Não Têm Vez tem bastante potencial com suas reviravoltas e diálogos afiadíssimo; é, para mim, disparado o melhor dos quatro (ainda não vi a produção franco-americana O Escafandro e a Borboleta), mas volto a dizer que não faz o tipo do cinema típico norte-americano. Sangue Negro também não, mas tem bastante potencial e pode ser agraciado. Enfim, categoria difícil. E que bom ver Longe Dela aqui, um roteiro bastante delicado e simples. Tem até mais cara de Oscar, mas esse ano, sem chances.

Meu Palpite: Desejo e Reparação
Minha Preferência: Onde os Fracos Não Têm Vez


Melhor Animação

Ratatouille
Persépolis
Tá Dando Onda

Tá Dando Onda surpreendeu muita gente com sua indicação. Persépolis é um filme francês e ainda por cima em 2D. E será que alguém aí tem dúvida da vitória de Ratatouille? Essa parece ser a mais fácil.

Meu Palpite: Rataouille
Minha Preferência: Ratatouille (não vi os outros)


Outros palpites:

Fotografia:

Meu Palpite: Desejo e Reparação
Minha Preferência: Sangue Negro


Trilha Sonora:

Meu Palpite: Desejo e Reparação
Minha Preferência: Desejo e Reparação


Edição:

Meu Palpite: Onde os Fracos Não Têm Vez
Minha Preferência: O Ultimato Bourne


Figurino:

Meu Palpite: Elizabeth: A Era de Ouro
Minha Preferência: Sweeney Todd


Direção de Arte:

Meu Palpite: Sweeney Todd
Minha Preferência: Sangue Negro


Efeitos Especiais:

Meu Palpite: Piratas do Caribe – No Fim do Mundo
Minha Preferência: Transformers

2 comentários:

Alex Gonçalves disse...

Rafael, adorei as suas justificativas nas categorias principais do Oscar. Através dela, acabei por notar que a categoria Melhor Roteiro Adaptado está bem complicada. Também achei ótimo o desempenho de Tommy Lee Jones em "No Vale das Sombras", mas não acho que merecia ser lembrado por este papel, já que não ocorre aquele "estouro" de emoção que ficava aguardando desde o início. E Amy Ryan está muito bem, mas não torço por ela amanhã.

Aproveito para chamá-lo para participar do Bolão do Oscar 2008 que formei no Cine Resenhas. Gostaria de participar? Basta acessar o blog e procurar pelo link com as regras que está no post "Informações".

Excelente final de semana e um ótimo Oscar.

DVD e CD disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the DVD e CD, I hope you enjoy. The address is http://dvd-e-cd.blogspot.com. A hug.